Goiânia, 19 de julho de 2018
PESQUISAR
Nome:
E-mail:
Cadastre seu E-mail.

Notícias

Segundo Serasa, volume de cheques sem fundos em julho bate recorde.

     O porcentual de devoluções de cheques pela segunda vez por insuficiência de fundos foi de 2,24% em julho, o maior número já registrado no mês desde o início da série histórica em 1991. Em junho, o indicador estava em 1,92%, e o avanço na margem foi de 0,32 ponto porcentual. No mesmo mês do ano passado, o indicador indicava 2,03%. No acumulado dos sete primeiros meses do ano, o porcentual de cheques devolvidos avançou de 2,07%, em 2013, para 2,11%, em 2014.

     Segundo os economistas da Serasa Experian, a alta da inadimplência com cheques revela a maior dificuldade do brasileiro em honrar com seus compromissos financeiros no começo do segundo semestre. "Estagnação da economia, juros elevados, inflação ainda em patamar desconfortável e enfraquecimento do mercado de trabalho são alguns dos elementos que contribuem para esta elevação", dizem em nota.

      Na abertura do indicador por regiões, o cenário não mudou na comparação do acumulado do ano. Roraima liderou o ranking estadual dos cheques sem fundos nos primeiros sete meses de 2014, com 12,13% de devoluções. O Amazonas foi o Estado com o menor porcentual (1,15%). Entre as regiões, a Norte registrou a maior inadimplência, com 4,31% de cheques devolvidos, ao passo que a região Sudeste foi a mais confiável (1,62%). A média do país ficou em 2,11%.

     O Indicador Serasa Experian consiste no levantamento mensal sobre a quantidade de cheques devolvidos por insuficiência de fundos em relação ao total de cheques compensados. Somente é considerada a segunda devolução
(O Estadão)




Rua 261 Qd. 82, nº 654. Setor Leste-Universitário. Goiânia - Goiás CEP: 74610-250
FONE: (62) 3261 8947 / 8432 9001       E-MAIL: contato@fempeg.org.br
Todos Direitos Autorais Reservados a FEMPEG
Federação da Micro e Pequena Empresa de Goiás